top of page

Áreas com CAR registram 75% do desmatamento do Cerrado

Imóveis rurais com CAR (Cadastro Ambiental Rural) concentraram 75% de todo o alerta de desmatamento detectado no Cerrado em 2023, uma perda de 879 mil hectares de vegetação nativa. Dados foram divulgados nesta terça-feira pelo SAD Cerrado (Sistema de Alerta de Desmatamento do Cerrado) desenvolvido pelo IPAM (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia). A área desmatada dentro desses imóveis equivale a quase 6 vezes a cidade de São Paulo.

Atualmente, 62% da vegetação nativa do Cerrado está dentro de propriedades rurais submetidas às regras do Código Florestal, que permitem o desmatamento de 80% da área total das propriedades do bioma fora da Amazônia Legal. Além disso, apesar do bioma cobrir um quarto de todo o território nacional, somente 12% está sob alguma forma de proteção – seja unidades de conservação, territórios indígenas ou territórios quilombolas – e apenas 3% do bioma é protegido integralmente por Unidades de Conservação.



“Diferentemente da Amazônia, a maior parte do desmatamento no Cerrado ocorre nos imóveis rurais privados, mas também é nessas propriedades que está concentrada a maior parte da vegetação nativa remanescente no bioma. Para reduzir o desmatamento nessas áreas, é necessário fortalecer e dar transparência ao sistema de licenciamento do desmatamento. Além disso, é preciso fortalecer o código florestal, através da validação do CAR, assim como estabelecer políticas voltadas para o incentivo à conservação em áreas privadas”, aponta Tarsila Andrade, pesquisadora do IPAM. Confira a matéria completa em: https://ipam.org.br/vitais-para-a-preservacao-do-bioma-areas-com-car-concentram-75-do-desmatamento-do-cerrado/

8 visualizações0 comentário

Komentáře


bottom of page